Academia de Cordel instala mais um ponto de troca de livros em João Pessoa

bib viva

O projeto “Biblioteca viva”, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, inaugurou expositor na galeria do escultor Jurandir Maciel, no centro histórico de João Pessoa, Largo de São Pedro Gonçalves. O expositor contém livros e folhetos de autores paraibanos para troca, sem nenhuma burocracia.

“Agradeço a todos que fazem a diretora da Academia de Cordel do Vale do Paraíba pela iniciativa de levar a cultura para todos, através do projeto ‘Biblioteca viva’. Ficamos felizes pela parceria e por mais um ponto de intercâmbio cultural aqui no meu Atelier. Percebemos o acender de mais uma luz para o nosso conhecimento”, disse Jurandir Maciel.

Fábio Mozart relança folheto sobre líder das Ligas Camponesas

Pacatuba+2ª+edição - CópiaO folheto “História de Biu Pacatuba, um herói do povo paraibano” será relançado no dia 6 de maio, sábado próximo, a partir das 18 horas, durante a Mostra Cultural da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, no Centro Cultural Ariano Suassuna do TCE-PB, com entrada franca. A obra, ganhadora do Prêmio Patativa do Assaré de Literatura de Cordel do Ministério da Cultura, tem como conteúdo o destaque para a vida de Biu Pacatuba, líder das Ligas Camponesas de Sapé.

“Em sextilhas habilmente construídas, com métrica e rima apuradas, Fábio Mozart nos conta a história de Biu de Pacatuba, herói popular, agricultor que briga com os poderosos donos de latifúndios na região de Sapé; seu trabalho ombro a ombro com o também herói João Pedro Teixeira, seu companheiro de lutas, e o papel que representou na conscientização daquela população submetida a tantos anos seguidos de exploração”, assim se expressou a escritora Clotilde Tavares na apresentação da obra.

No mesmo evento, será lançado o livro “Bisaco de Poesia”, de Pedro Fernandes de Araújo, além da abertura da exposição dos artistas plásticos Otto Cavalcanti e Thiago Alves, com performances de Aline Alencar e Claudete Gomes. Na ocasião, será entregue o Prêmio Jemima Oliveira para destacar pessoas e instituições que tenham contribuído para a difusão do livro e a leitura, com iniciativas e projetos de incentivo à leitura na Paraíba, entre elas o poeta Lau Siqueira e o ativista cultural Jocelino Tomaz. Durante a noite cultural, poetas da Academia de Cordel realizarão sarau e será entregue o Troféu Zé da Luz ao compositor Roberto Cajá, à carnavalesca Ednamay Cirilo e à neta da brincante dona Nair, de Pilar.

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO – JANEIRO/FEVEREIRO/2017

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO  – JANEIRO/FEVEREIRO/2017

 

RECEITA

 

HISTÓRICO
   
Maurício Lima – Anuidade 100,00
Thiago Alves – Anuidade 100,00
Sander Lee – Anuidade 100,00
TOTAL 300,00

 

DESPESAS

HISTÓRICO R$
Combustível (Viagem a Itabaiana para tirar CNPJ)             50,00
Copiadora 85,50
Água mineral – (Evento de posse dos novos membros) 15,00
TOTAL                        150,50
SALDO PARA MARÇO 2017                        149,50

 

Itabaiana, 28 de fevereiro de 2017

Thiago Alves

Tesoureiro

 

Cordelistas da Academia do Vale publicam em coletânea no regime cooperativista

academiaA Editora Veloso, do poeta e editor Eliosmar Veloso, de Gurupi (TO), e a Nordestina Editora, do Recife (PE), formaram uma parceria com vários cordelistas para imprimir a coletânea “Cordelistas contemporâneos”, em uma edição exclusiva dos autores, os quais comercializarão a obra. A coletânea contempla folhetos de poetas do Pará, Ceará, Bahia, Pernambuco, São Paulo, Rio Grande do Norte, Brasília, Tocantins, Alagoas, Piauí, São Paulo e Rio Grande do Sul. Cordelistas consagrados como Aderaldo Luciano, da Paraíba, e Bule-Bule, da Bahia, terão trabalhos publicados na coletânea.

A Academia de Cordel do Vale do Paraíba contribui com os poetas Sander Lee, Fábio Mozart, Pádua Gorrion, Tiago Monteiro e Luiz Esperantivo. Com o folheto “A peleja de Fábio Mozart e Sander Lee na feira de Itabaiana”, os poetas Fábio e Sander são os únicos a publicar um trabalho em conjunto na coletânea, abrangendo todos os gêneros da literatura de cordel.
O livro será produzido no formato 15X21 com mais de 500 páginas, vendido somente por encomenda aos autores no valor R$ 50,00, com lançamento previsto para 15 de maio.

Poeta Marconi Araújo anuncia projeto em parceria com fotógrafo de Campina Grande

Marconi n22-4-17

Fábio Mozart entrevista Marconi Araújo na Rádio Tabajara da Paraíba AM e Rádio Zumbi dos Palmares

Em entrevista ao programa “Alô comunidade”, neste sábado, 22, o poeta cordelista Marconi Araújo anunciou projeto conjunto com o fotógrafo Fernando Tavares, que une fotografia e poesia. A ideia é descrever poeticamente o Estado através das fotografias de Fernando e dos versos do poeta cordelista.

Marconi Araújo é membro da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, sediada em Itabaiana/PB. Produz cordéis diariamente, com ampla divulgação nas redes sociais, gerenciando, inclusive, no Facebook, a comunidade intitulada “Cordel em Rede”, criada com vistas ao incentivo à cultura e, notadamente, à divulgação de seus trabalhos autorais. No aplicativo WhatsApp, criou o grupo “Amantes da Poesia”, que tem como principal objetivo o compartilhamento de poesias entre as pessoas que apreciam esta arte.

Natural de Campina Grande, Fernando Tavares deixou a Paraíba em 1984, aos 24 anos de idade. Morou no Acre, Brasília e Mato Grosso, antes de se lançar no exterior, onde apresentou sua obra em países como Peru, Chile, Argentina, Uruguai, México, França, e ainda diversas localidades dos Estados Unidos, incluindo o Havaí.

Trinta anos depois, Fernando Tavares está de volta à Paraíba, fixando-se em Intermares, Cabedelo, onde fica localizado seu ateliê.

 

WordPress aponta blog da Academia como destaque em acesso

site-no-wordpress

Embora esteja no ar em poucos meses, análise do WordPress.com já aponta o blog da Academia de Cordel do Vale do Paraíba como um dos que apresentam “mais tráfego do que o usual”, com média de 56 visualizações/hora”.

O segredo da audiência, segundo Fábio Mozart, que produz conteúdo para o blog, é que o noticiário é dirigido, com foco nos sócios da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, os quais reproduzem e repassam o endereço eletrônico.

Associação dos Bibliotecários e Academia de Cordel homenageiam professora da UFPB

Jemima Marques de OliveiraA Associação dos Bibliotecários da Paraíba e a Academia de Cordel do Vale do Paraíba lançam o Prêmio Jemima Oliveira para destacar pessoas e instituições que tenham contribuído para a difusão do livro e a leitura, com iniciativas e projetos de incentivo à leitura na Paraíba. A primeira edição do Prêmio Jemima Oliveira terá lugar no dia 6 de maio, no Centro Cultural Ariano Suassuna do TCE/PB, quando receberão a comenda o poeta Lau Siqueira, o editor David Fernandes e o ativista cultural Jocelino Tomaz, além de Marília Mesquita e Jovirene Pereira.

Jemima Oliveira (foto) faleceu aos 49 anos em 9 de abril de 2014. Era professora e Mestra (graduada em biblioteconomia pela UFPE e mestre em Biblioteconomia pela UFPB). Jemima pertencia ao quadro permanente da Universidade Federal da Paraíba desde 1993, na condição de Professora Assistente do Departamento de Ciência da Informação, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas e lecionava predominantemente no curso de Graduação em Biblioteconomia desta instituição. Uma de suas premissas era a luta por uma universidade pública e de qualidade, especialmente na UFPB, e pelo reconhecimento e fortalecimento da profissão bibliotecária.

Diretoria Executiva da Academia reúne-se para planejar evento cultural em maio

academia 15-4-17

Os poetas Sander Lee, Sander Brown, Jandira Lucena, Jurandir Maciel, Fábio Mozart e Thiago Alves reuniram-se neste sábado (15) para definir a programação da mostra cultural que será realizada no dia 6 de maio no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Neste dia, a Academia entregará o Troféu Zé da Luz ao compositor Roberto Cajá, atriz Ednamay Cirilo e outros artistas paraibanos, a exemplo da neta de Dona Nair, folclorista de Pilar, in memoriam.

O evento terá também a abertura da exposição dos artistas plásticos Otto Cavalcanti e Thiago Alves, com performances de Aline Alencar e Claudete Gomes. Na ocasião, será entregue o Prêmio Jemima Oliveira para destacar pessoas e instituições que tenham contribuído para a difusão do livro e a leitura, com iniciativas e projetos de incentivo à leitura na Paraíba, entre elas o poeta Lau Siqueira e o ativista cultural Jocelino Tomaz. Na ocasião, a Quadrilha Zé Lins de Pilar apresentará um número de dança e os poetas da Academia declamarão seus trabalhos.

A noite cultural tem parceria com o TCE/Centro Cultural Ariano Suassuna, cujo Diretor, Flávio Sátiro Fernandes Filho, anunciou ainda o lançamento do livro “Bisaco de poesia”, do poeta Pedro Fernandes de Araújo.