logo_educando_em_cordelEm folheto de cordel, o poeta Fábio Mozart fez uma homenagem ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, cujos direitos autorais ele acaba de ceder à instituição. O cordel deverá ser distribuído gratuitamente nos eventos públicos do TCE e nas apresentações da Academia de Cordel do Vale do Paraíba em todo Estado. “É uma forma de agradecermos pela acolhida que nossa Academia recebe no TCE, notadamente no Centro Cultural Ariano Suassuna, dirigido por Flávio Sátiro Fernandes Filho, um parceiro de primeira hora e grande incentivador das artes”, disse Mozart.

O folheto do TCE deverá ser lançado no início de 2018, fazendo parte do material de divulgação do projeto “Cordel do fogo apagado”, espetáculo de teatro, declamação e música que a Academia de Cordel pretende montar no próximo ano, com excursão programada para várias cidades paraibanas.

Para Sander Lee, Presidente da Academia, a literatura de cordel tem recebido espaço e reconhecimento no TCE. “O rico universo da poesia popular ganhou um palco de luxo no Espaço Cultural Ariano Suassuna, graças ao significativo apoio de Flávio Sátiro Fernandes Filho e de toda diretoria daquele órgão público”, afirmou ele. “Em 2018, nossa meta é adquirir um espaço físico onde possamos ter condições estruturais de armazenamento de nossa produção e realização de oficinas de cordel e xilogravura”, finalizou.

Anúncios