piedadePiedade Farias, restauradora do Instituto Histórico e Artístico do Estado da Paraíba, poeta e escritora, será aclamada como sócia efetiva da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. Piedade tem vários folhetos escritos, entre eles “Anayde, a história de uma mulher que foi na vida ultrajada”, e o livro “Estórias de se contar”.

Maria da Piedade Farias nasceu em Campina Grande, vive e trabalha em João Pessoa. Arquiteta e restauradora, tem graduação em Arquitetura e Urbanismo (UFPB), especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (UFMG, Belo Horizonte). Entre 1984-1987 trabalhou na restauração do Convento de Santo Antônio/Igreja de São Francisco (Fundação Nacional Pró-Memória), tendo feito estágio em 1986, junto aos trabalhos de restauração da Igreja da Sé, em Salvador, entre outros projetos da área.

Para Sander Lee, Presidente da Academia de Cordel, a entidade terá muita satisfação em receber Piedade Farias como acadêmica, “pela riqueza de sua produção artística e também pelo que representa na área de restauração e preservação histórica, frentes onde atuamos principalmente em Itabaiana, sede da ACVPB”, afirmou.

Anúncios