fabio forum 04-08-16

Fábio Mozart, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, instalando expositor do projeto “Paraíba Leitora” no Fórum Cível Mário Moacyr Porto

Diversos veículos paraibanos de comunicação divulgaram matérias repercutindo o início do projeto “Paraíba Leitora”, ocorrido nesta quinta-feira (4) em João Pessoa, no Fórum Cível Mário Moacyr Porto, promovido pela Academia de Cordel do Vale do Paraíba, com apoio da Secretaria de Cultura do Estado e algumas instituições da iniciativa privada. Nesta sexta-feira, 5, a TV Cabo Branco entrou em contato com o poeta Thiago Alves, um dos responsáveis pelo projeto na Academia, para entrevista no dia 8, no próprio Fórum.

“Paraíba Leitora” é um projeto sociocultural que tem por objetivo incentivar a leitura por meio da troca de livros, sem burocracia. Leva-se livros em bom estado e troca por livros de iguais condições. “Temos inicialmente um acervo interessante, com títulos dos próprios poetas da Academia de Cordel e outros autores paraibanos, além de nomes consagrados nas letras mundiais como Gabriel García Marquez e outros escritores”, disse Fábio Mozart, um dos coordenadores do projeto na Academia. Até setembro, deverão ser instalados expositores do projeto na estação da CBTU, na copiadora Mundo Digital, no Sindicato dos Ferroviários e outros pontos em João Pessoa, além das cidades de Itabaiana, Itatuba, Ingá e Mari.

Além do projeto de troca de livros, a Academia de Cordel do Vale do Paraíba conveniou com o Fórum Cível Mário Moacyr Porto uma exposição de quadros de Thiago Alves e Otto Cavalcanti a partir do dia 15 de agosto, das 12 às 19 horas. O poeta Sander Lee, Presidente da Academia, se mostrou bastante animado com as atividades da Academia, que ainda neste mês de agosto, no dia 27, apresentará outra edição do projeto “Cordel do fogo apagado” em Mari, com apoio da Rádio Comunitária Araçá, que consiste na reunião de poetas declamadores e artistas populares para um sarau artístico aberto ao público. “Teremos a posse dos poetas Bebé de Natércio, Wagner Lins, Adilson Adalberto e Maurício Lima, de Itatuba”, informou Sander Lee.

Anúncios