rui vieiraO poeta Rui Vieira, de Campina Grande, é o mais novo integrante da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, que será instalada em Itabaiana, no próximo sábado, dia 24 de janeiro, às 20h na Câmara de Vereadores daquela cidade. Rui Vieira ocupará a Cadeira nº 28, cujo patrono é o cordelista José Camelo.

Rui Vieira é natural de Remígio, na Paraíba, radicado em Campina Grande desde a década de 50. Funcionário do Banco do Brasil aposentado, jornalista, escritor, pesquisador de literatura popular e membro da Academia Campinense de Imprensa, é sócio da Casa do Poeta e autor do “Dicionário Temático de Poesia Popular Nordestina”.

José Camelo de Melo Resende nasceu em 20 de abril de 1885, em Pilõezinhos, na época distrito de Guarabira (PB). Com pouca escolaridade, exerceu a profissão de marceneiro e carpinteiro. A poesia torna-se, então, válvula de escape para sua inteligência e extraordinária imaginação. Começa a escrever folhetos no início dos anos 1920, versejando numa língua perfeita, com precisão da métrica e da rima que o distingue da maioria dos poetas populares. Ao mesmo tempo, faz-se cantador, compensando seu pouco talento para improvisar com uma astúcia: decora romances que ele mesmo compõe, criando tramas ou adaptando-as das histórias que correm de boca em boca. Sua obra imortal é o folheto “Pavão misterioso”.

Anúncios