aca

A Academia de Cordel do Vale do Paraíba – ACVPB participa da reunião do GT do Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Estado da Paraíba no dia 29 de agosto de 2016, com a presença do poeta Sander Lee.

A ACVPB tem compromisso com a formação de uma Paraíba Leitora!

Padrão

Academia de Cordel cria troféu “Zé da luz” para homenagear artistas paraibanos

zedaz

A Academia de Cordel do Vale do Paraíba, com o respaldo da Sociedade Amigos da Rainha do Vale, em Itabaiana, resolve criar o Troféu Zé da Luz, para homenagear um dos maiores vates da poesia “matuta”, bem como preservar e difundir a arte poética do Estado.

O concurso premiará aqueles que, no decorrer de cada ano, forem os mais destacados poetas, declamadores e apologistas. Como apologista se entende a pessoa que admira, protege e paraninfa artistas populares, notadamente na área da poesia.

Neste ano de 2016, um dos indicados é o poeta Merlânio Maia, natural de Itaporanga, sertão da Paraíba, dedicado desde menino à poética nordestina, atuando em cantorias e shows de declamações, sendo compositor de diversas canções “com o cheiro e a cor de sua terra amada”. Como artista, Merlânio Maia canta, declama, toca viola e escreve cordéis.

O Troféu Zé da Luz será entregue a Merlânio Maia no dia 10 de setembro, em Pilar, terra do poeta Manoel Xudu, durante o espetáculo “Cordel do fogo apagado”, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. Além de Merlânio, serão homenageados o declamador Iponax Vila Nova e Mariana Teles, filha do repentista violeiro Valdir Teles. No mesmo evento, serão empossados os poetas Bebé de Natércio e Jandira Lucena.

Padrão

Poetas da Academia de Cordel abrem sarau no Agosto das Letras nesta sexta-feira (12)

fabio thiago

Os poetas Thiago Alves e Fábio Mozart, de Itabaiana, sócios fundadores da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, serão declamadores no sarau de cordéis promovido pelo projeto Agosto das Letras, hoje, sexta-feria, 12, às 19 horas na Praça do Povo do Espaço Cultural, em João Pessoa.

O Agosto das Letras 2016 é um evento dedicado à leitura que acontece no Espaço Cultural, em João Pessoa. A programação acontece até 14 de agosto com oficinas, palestras, feiras, lançamentos de livros, cinema, música, dança, teatro, mesas-redondas, contação de histórias para crianças, entre outras atividades de interação com público, escritores e editoras, voltadas aos variados segmentos da área.

Padrão

Sindicato dos ferroviários nega sala para Academia de Cordel em João Pessoa

SINTEFEP LOGO IO Sindicato dos Ferroviários indeferiu pedido da Academia de Cordel do Vale do Paraíba para ocupar uma sala vazia na sede da entidade, na Rua da Areia, em João Pessoa. O Presidente do sindicato, Severino Urbano, lamentou a recusa da diretoria em dar acatamento à solicitação dos poetas. “Fui atropelado pela diretoria e todos votaram contra a cessão da sala que está ociosa. Fui voto vencido, sinto muito por ter diretores ‘cabeça dura’ que não entenderam que as atividades da Academia iriam agregar valor ao sindicato”, disse ele.

O secretário da Academia, Fábio Mozart, e o tesoureiro, Thiago Alves, que são ex-ferroviários, também lamentaram a recusa dos sindicalistas em ceder um espaço físico ocioso para atividades culturais. “Fui fundador do Sindicato e fiquei decepcionado com a resolução dos companheiros, pois nosso intuito é de promover atividades culturais e recreativas que permitam o desenvolvimento intelectual dos associados, dinamizando a integração social, que é um dos objetivos da entidade de classe dos ferroviários, incluindo uma biblioteca com mais de mil títulos”, explicou Fábio Mozart.

Sander Lee, Presidente da Academia, disse que a entidade continuará buscando apoio para instalação da sede da instituição. “Temos um acervo de folhetos que precisamos colocar à disposição de estudiosos e do público em geral, além de constar em nossa agenda a realização de oficinas de cordel e xilogravura, mas os poetas hão de encontrar um espaço para sentar praça e produzir a literatura popular”, afirmou.

 

Padrão

Iniciativa cultural da Academia de Cordel repercute na mídia

fabio forum 04-08-16

Fábio Mozart, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, instalando expositor do projeto “Paraíba Leitora” no Fórum Cível Mário Moacyr Porto

Diversos veículos paraibanos de comunicação divulgaram matérias repercutindo o início do projeto “Paraíba Leitora”, ocorrido nesta quinta-feira (4) em João Pessoa, no Fórum Cível Mário Moacyr Porto, promovido pela Academia de Cordel do Vale do Paraíba, com apoio da Secretaria de Cultura do Estado e algumas instituições da iniciativa privada. Nesta sexta-feira, 5, a TV Cabo Branco entrou em contato com o poeta Thiago Alves, um dos responsáveis pelo projeto na Academia, para entrevista no dia 8, no próprio Fórum.

“Paraíba Leitora” é um projeto sociocultural que tem por objetivo incentivar a leitura por meio da troca de livros, sem burocracia. Leva-se livros em bom estado e troca por livros de iguais condições. “Temos inicialmente um acervo interessante, com títulos dos próprios poetas da Academia de Cordel e outros autores paraibanos, além de nomes consagrados nas letras mundiais como Gabriel García Marquez e outros escritores”, disse Fábio Mozart, um dos coordenadores do projeto na Academia. Até setembro, deverão ser instalados expositores do projeto na estação da CBTU, na copiadora Mundo Digital, no Sindicato dos Ferroviários e outros pontos em João Pessoa, além das cidades de Itabaiana, Itatuba, Ingá e Mari.

Além do projeto de troca de livros, a Academia de Cordel do Vale do Paraíba conveniou com o Fórum Cível Mário Moacyr Porto uma exposição de quadros de Thiago Alves e Otto Cavalcanti a partir do dia 15 de agosto, das 12 às 19 horas. O poeta Sander Lee, Presidente da Academia, se mostrou bastante animado com as atividades da Academia, que ainda neste mês de agosto, no dia 27, apresentará outra edição do projeto “Cordel do fogo apagado” em Mari, com apoio da Rádio Comunitária Araçá, que consiste na reunião de poetas declamadores e artistas populares para um sarau artístico aberto ao público. “Teremos a posse dos poetas Bebé de Natércio, Wagner Lins, Adilson Adalberto e Maurício Lima, de Itatuba”, informou Sander Lee.

Padrão