Poetas comemoram Dia Mundial da Palavra com estreia de programa no rádio

IMG_20171121_170205

Os poetas Fábio Mozart, Thiago Alves e Dalmo Oliveira (foto), além de Josafá de Orós, da Academia de Cordel do Vale do Paraíba, são os agentes principais do programa “Sarau da palavra”, radiofônico que vai ao ar pela primeira vez nesta quinta-feira, 23 de novembro, na Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares e em canal do Youtube. A proposta do programa é, inicialmente, integrar uma programação internacional que envolve mais de 150 países em torno do Dia da Palavra, promoção do Museu de La Palabra, de Barcelona, Espanha. O coordenador do programa, Fábio Mozart, disse que o radiofônico terá novas edições mensais, “sempre na perspectiva de reunir escritores, poetas, atores, músicos, pesquisadores e entusiastas da palavra”.

A proposta de celebrar a palavra “como vínculo da humanidade” é da Fundación César Egido Serrano, de Barcelona, Espanha, que concederá o título de “Embajador de la Palavra” às pessoas e instituições que organizarem eventos cujo foco central seja a palavra neste 23 de novembro. Destra maneira, a Academia de Cordel do Vale do Paraíba se converterá em “Embaixadora da Palavra” na Paraíba.

O programa “Sarau da palavra” será compartilhado através das redes sociais da Fundación César Egido Serrano e concorre à quinta edição do Prêmio Internacional de Microrrelatos sobre a Palavra, com 20 mil dólares de prêmio.

“Sarau da palavra” estará no ar neste 23 de novembro, às 19 horas, pela Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa, no endereço eletrônico: www.radiozumbijp.blogspot.com.br

Neste sábado, 25 de novembro, o programa será reprisado na Rádio Tabajara da Paraíba AM, às 14 horas, como conteúdo do programa “Alô comunidade”, no link www.radiotabajara.pb.gov.br

 

Anúncios

Academia de Cordel programa comemoração pelo “Dia da palavra” em novembro

cesar 2A Academia de Cordel do Vale do Paraíba pretende comemorar o “Dia da palavra” em 23 de novembro próximo, com atos que celebrarão a palavra e a poesia, através de sarau e programa na Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa. “Como poetas, vamos celebrar a palavra, que é inquestionável ferramenta na luta contra a violência, expressão sonora pela harmônica convivência entre religiões e culturas distintas, a grande língua que irmana povos em todo mundo”, afirmou Josafá de Orós, poeta de Campina Grande, membro da Academia e idealizador da ação. O programador da Rádio Zumbi, Dalmo Oliveira, anunciou que a produção terá como título “Sarau da palavra – Rádio e poesia como instrumento de convivência entre os povos”.

Neste dia 23 de novembro, várias instituições, poetas e escritores em várias partes do mundo comemorarão o “Dia da palavra”, data em que também se comemora o aniversário do “Museu de la palavra”, situado em Barcelona, Espanha. A Academia de Cordel, pelos seus multiartistas, poetas, pintores, escultores, estará marcando este dia. “Faremos nossa parte, juntando os amigos músicos, escritores, cordelistas e artistas de outras modalidades da expressão artística para celebrar a palavra”, concluiu Josafá.

EMBAIXADORES DA PALAVRA

Numerosos países e instituições serão nomeados “Embaixadores da palavra” através da Fundación César Egido Serrano, título concedido a entidades que organizarem iniciativas e atividades em suas cidades. “Nossa Academia de Cordel do Vale do Paraíba quer ser ‘Embaixadora da palavra’, até mesmo para difundir ainda mais pelo mundo a literatura de cordel paraibana, uma das mais ricas expressões culturais do Nordeste brasileiro”, comentou o poeta Sander Lee, Presidente da Academia.

Academia de Cordel quer “boi de carnaval” como patrimônio imaterial de Itabaiana

boi neonA Academia de Cordel do Vale do Paraíba vai encaminhar projeto de lei através da Câmara de Vereadores de Itabaiana tornando o “boi de carnaval” patrimônio cultural imaterial da cidade, “para proteção e reconhecimento de uma das mais legítimas expressões culturais itabaianenses”.

Itabaiana rivaliza com Timbaúba, cidade vizinha no Estado de Pernambuco, o título de “capital do boi de carnaval”. Lá também os bois conseguiram sobreviver como expressão cultural, porque fazem parte da cultura local há muitos anos. Os carnavais modernos com seus trios elétricos e outras inovações não conseguem apagar o brilho do boi. “É necessário um esforço para preservar esta tradição, dando o merecido destaque e apoio, não somente no período carnavalesco, mas durante o ano todo, como parte de um pacote de eventos turísticos ou mesmo em outras atividades culturais da cidade”, disse Fábio Mozart, ex-coordenador do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar e membro da Academia de Cordel. “Uma manifestação que representa nossa cultura e identidade, profundamente arraigada em nossa sociedade, tem que ser preservada, e é também papel da Academia de Cordel do Vale do Paraíba lutar em defesa da cultura popular”, disse o poeta Sander Lee, Presidente da entidade.

O Boi congrega diversos bens culturais associados, entre eles o plano expressivo, composto pelas performances dos brincantes, música, instrumental e coreografia, e o plano material, composto pelos artesanatos, figurinos e confecção dos instrumentos.

Para Fábio Mozart, o reconhecimento oficial do Boi como patrimônio cultural imaterial de Itabaiana objetiva preservar o folguedo, incentivar a documentação, conhecimento e divulgação até como atrativo turístico, além de fortalecimento e apoio à sustentabilidade dos grupos.

Academia de Cordel tem convite para participar do Fórum de Turismo do Vale do Paraíba

aaA Academia de Cordel do Vale do Paraíba recebeu convite para compor o Fórum de Cordel do Vale do Paraíba, através de Walter Mário Goes (foto), Secretário de Turismo de Ingá e membro do fórum. “A Academia de Cordel é uma entidade que trabalha com uma das nossas maiores expressões culturais que é a literatura de cordel, portanto, será muito bem vinda a Academia como representante do terceiro setor, pois o cordel é, sem dúvidas, um potencial atrativo turístico”, disse Walter Mário, o Vavá da Luz, ele mesmo membro da Academia de Cordel, cuja cadeira tem como patrono João Martins de Athaíde, filho de Ingá e um dos maiores ícones da literatura de cordel.

O poeta Sander Lee, Presidente da Academia, considera que a instituição tem realmente interesse em contribuir com esse grupo de turismo enquanto instância de construção de novos rumos para o turismo cultural, artístico e ecológico da região do vale do rio Paraíba. “Como entidade de produção e difusão do cordel, a Academia já é bastante conhecida pelos artistas, poetas e xilogravuristas, os quais expressam o olhar do seu povo sobre os mais diversos assuntos de nossa realidade social e cultural”, afirmou.

Rádio Zumbi e Academia de Cordel gravam programa e produzem vídeo com poetas populares

ingá multi

Neste domingo, 5 de novembro, a Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares e Academia de Cordel do Vale do Paraíba realizaram atividade na cidade do Ingá, na fazenda Senzala, com a gravação do programa “Multimistura” e entrevista em vídeo com os poetas Rui Vieira e Josafá de Orós, de Campina Grande, e Walter Mário Goes da Luz, o Vavá da Luz, anfitrião da caravana.

Participaram do programa o prefeito da cidade, Manoel da Lenha, o vice-prefeito Buriti e outras figuras da comunidade. As entrevistas e gravações tiveram apoio técnico de Marcos Veloso e Jacinto Moreno.

Rui Vieira, Josafá de Orós e Vavá da Luz fazem parte da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. Na ocasião, Vavá anunciou lançamento nos próximos dias do seu primeiro livro, “uma autobiografia em versos, com partes românticas e outros trabalhos fesceninos”.

 

 

 

Poeta de Pocinhos está no projeto “Cordel na Rádio Comunitária”

Multi tiagoO poeta Tiago Monteiro, de Pocinhos, é um dos oito cordelistas que fazem parte do projeto “Cordel na Rádio Comunitária”, proposto por Fábio Mozart e coordenado pela Academia de Cordel do Vale do Paraíba. O projeto consiste na gravação de DVD e publicação de livro com biografia e obras dos poetas, entre eles Vavá da Luz, Thiago Alves, Sander Lee, Josafá de Orós, Bebé de Natércio, Heleno Alexandre, Antonio Costta e Rui Vieira. Gravações do projeto estarão sendo feitas pela produção do projeto neste domingo, dia 5 de novembro, na fazenda Senzala, em Ingá.

Tiago Monteiro é autor de vários folhetos, animador cultural em sua terra, estudante de Direito, compositor e coordenador da Casa da Cultura em Pocinhos.

O DVD e a publicação serão distribuídos em 65 rádios comunitárias da Paraíba, além de Pontos de Cultura, bibliotecas e outras entidades ligadas à cultura popular. “A rádio comunitária, como elemento de comunicação popular e democrática, tem como um dos seus mais importantes objetivos a difusão cultural e a preservação da cultura da região onde atua”, afirmou Fábio Mozart, coordenador do projeto.

O projeto “Cordel na Rádio Comunitária” é patrocinado pelo Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC) da Secretaria Estadual de Cultura, com apoio da Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares, de João Pessoa, e Piaba Camisas, além do Coletivo de Jornalistas Novos Rumos.

 

 

Poetas da Academia realizam lançamentos em feira de livro na capital da Paraíba

tiago

Os poetas Chico Mulungu e Thiago Alves lancaram novos trabalhos no dia 28 de outubro, na Feira de Livros promovida pela Livraria Sebo Cultural no Lagoa Shopping, em João Pessoa. Thiago lançou seu livro “Falando de amor e outros poemas”.

 

PROJETO

Thiago Alves é um dos participantes do projeto “Cordel na rádio comunitária”, que envolve oito poetas da Academia de Cordel do Vale do Paraíba. O projeto consiste na gravação de DVD e publicação de livro contendo biografias e enxertos das obras dos poetas. Ele realizou gravações de seu depoimento, juntamente com Bebé de Natércio, Sander Lee e Josafá de Orós.

(Na foto, Chico Mulungu, Thiago Alves e Heriberto Coelho, do Sebo Cultural)

Prefeito de Itabaiana leva pleito da Academia de Cordel para Governo Federal

lucio

O prefeito de Itabaiana, Lúcio Flávio Costa, esteve em reunião nesta terça-feira (3) no DENIT, em Brasília, com Charles Magno, diretor do setor ferroviário e José Luiz, coordenador da área ferroviária, tratando da cessão dos prédios da rede ferroviária que estão localizados no pátio do Triângulo, em Itabaiana, pelo período de 30 anos, sem ônus ao erário. O objetivo é concentrar e fomentar atividades culturais no espaço ferroviário que se encontra desativado. Essa demanda foi levantada pela Academia de Cordel e outras entidades culturais do município, como a Sociedade Amigos da Rainha do Vale do Paraíba.

O poeta Sander Lee, Presidente da Academia de Cordel, agradeceu ao prefeito pelo empenho no encaminhamento do pleito, em nome dos agentes culturais de Itabaiana. “Confiamos que o prefeito Lúcio olhará com a devida atenção as demais solicitações do setor cultural, como a estruturação do Conselho Municipal de Cultura, oficinas de aprimoramentos para os agentes culturais, formatação e debate sobre lei de incentivo à cultura no município e aporte ao Fundo Municipal de Cultura”, complementou ele.